Barbosa determina fim de regalias a condenados no mensalão

mensalaoO presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, determinou nesta terça-feira que as autoridades do Distrito Federal acabem com regalias concedidas a condenados na Ação Penal 470, o processo do mensalão, que estão presos em Brasília. Na decisão, Barbosa também afirma que o governador do DF, Agnelo Queiroz (PT), não tem “disposição para determinar a apuração dos fatos narrados”.

Desde o ano passado, quando os condenados no mensalão começaram a cumprir pena nos presídios do Distrito Federal, o Ministério Público denunciou a existência de regalias, como alimentação diferenciada e dias de visitas fora do período permitido. Em resposta às acusações, o sistema penitenciário  e o governador  do DF responderam ao juiz Bruno André Silva Ribeiro, da Vara de Execuções Penais (VEP), que não há tratamento diferenciado aos presos.

DEM vai dificultar votações na Câmara enquanto CPI da Petrobras não sair

camaraEm retaliação à decisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), de adiar a abertura da CPI da Petrobras naquela Casa, o líder do DEM na Câmara, deputado Mendonça Filho (PE), afirmou nesta quinta-feira (3) que a sua bancada vai dificultar a votação de todas as matérias na Câmara.

“Vamos criar um regime de obstrução total até que seja criada a CPI da Petrobras”, disse.

Na semana que vem, a Câmara dos Deputados decidiu, num esforço concentrado, fazer um mutirão para votar, de segunda a sexta-feira, 30 projetos considerados prioritários, a exemplo da regulamentação da PEC (Proposta de Emenda Constitucional) das Domésticas, com o objetivo de acelerar a produtividade, já que a pauta da Casa ficou trancada durante meses por conta de temas com tramitação urgente, como o Marco Civil da Internet.

Documentos provam que cláusulas polêmicas não estavam em resumo executivo e que Petrobras já havia proposto, por conta própria, pagar mais de US$ 1 bilhão por refinaria de Pasadena

plataforma_petroleo petrobrasO Jornal Nacional acaba de levar ao ar uma reportagem sobre a compra da refinaria de Pasadena que endossa o post das 16h23. E vocês verão por quê. O JN teve acesso a dois documentos relativos à operação.

O primeiro é o resumo executivo que foi fornecido aos conselheiros. Desse documento, de fato, não constam as duas cláusulas polêmicas: 1) a Marlim, que garantia ao grupo belga Astra Oil uma lucratividade de 6,9% ao ano independentemente das condições de mercado; 2) a Put Option, que obrigava a empresa brasileira a comprar a outra metade da refinaria caso os dois grupos se desentendessem.

Um segundo documento é o depoimento de Alberto Feilhaber à Justiça americana. Quem é ele? Trata-se de um ex-executivo da Petrobras, que deixou a empresa em 1995 e se transferiu justamente para o escritório da Astra Oil, nos Estados Unidos. Foi ele quem negociou com a empresa brasileira em nome do grupo belga.

Transporte na mira da Justiça ‘Campanella’

onibus df transporteDefinitivamente a licitação dos novos ônibus no Distrito Federal não deixam as páginas policiais e as mesas da justiça.

Investigações apontam o direcionamento para que antigos caciques do transporte continuassem a se manter e até ampliar o seu domínio neste filão que vale milhões todos os meses.

Não é à toa que o PPL, partido do Diretor Geral do DFTRANS, aquele mesmo enrolado em denúncias que transformou a autarquia na sede do partido que preside, anunciou apoio incondicional à reeleição para o GDF.

Mas Campanella não perde por esperar, pois o cerco do MPDF em volta dele está se fechando e o final pode não ser nada livre para a sua pátria.

Agnelo perde poder na Polícia Civil e governo começa a desmoronar

Agnelo-QueirozO governador Agnelo Queiroz pode até mandar em Sandro Avelar (secretário de Segurança Pública), e em Jorge Xavier (diretor-geral da Polícia Civil). Mas com os agentes, escrivães, papiloscopistas e em muitos delegados, não tem voz ativa. O Sinpol mudou de mãos. E o Palácio do Buriti tremeu.

Desde a noite dessa terça-feira 18, a polícia deixou de ser politiqueira. E deu um chega prá lá no Buriti. Vai fazer política para a classe, respeitando quem merece respeito. O que, convenhamos, não é o caso do governador.

Uma diferença de mais de 1 mil 200 votos (num universo de pouco mais de 3 mil) selou o destino de Agnelo Queiroz. O governador jamais amargou uma derrota tão dura. Um nocaute que dificilmente o fará levantar. E sem o comando da polícia, sua administração começa a desmoronar.

Ex-assessor do deputado Patrício faz denúncias gravíssimas contra o parlamentar

patricioDepois de defender por longos anos o deputado ex-cabo Patrício, surpreendentemente o ex-policial Iron Pereira Godinho divulgou na rede social facebook várias denúncias contra o parlamentar e que envolve ainda o Chefe da Casa Militar, Cel Leão, e Coronéis da Polícia Militar.

Essa postagem foi feita no blog e, como tal, torno-a pública depois de checar a veracidade das informações (realmente está em diversos locais da mídia) por ter utilizado nosso espaço, adequando-a cronologicamente.

Comento:

Volto a repetir o que disse a poucos dias: “Quanto mais conheço os homens, mas admiro os animais”. Quem não se lembra das defesas ferrenhas desse ex-assessor a esse parlamentar, inclusive com ataques grotescos, infundados e covardes ao NMU (Todos os Policiais e Bombeiros do DF)? Agora, do nada, aparece nas redes sociais atacando seu próprio “companheiro”? Tem algo de errado nessa história.

Creio que continuam subestimando a inteligência dos policiais e bombeiros de Brasília. Podemos até ser tolhido de nossas necessidades por conta de um regulamento arcaico e ultrapassado, mas loucos e idiotas não somos. Todos aqueles que nos traíram, sem exceção, estão “carinhosamente” guardados em nossas mentes e não tenham dúvidas que a depender daqueles que tem vergonha na cara, hombridade, dignidade e respeito às suas famílias, a resposta será muito bem dada.

Arruda convida Alberto Fraga para disputar Senado

fraga e arrudaPresidente do DEM no DF, Alberto Fraga pode ser o candidato a senador pelo grupo de José Roberto Arruda (PR) e Liliane Roriz (PRTB). O convite veio do próprio Arruda, após a notícia da aposentadoria do ministro Valmir Campelo ao TCU, que abriu caminho para a entrada do senador Gim Argello (PTB-DF) – que há tempos esperava pela vaga.

O acordo com Fraga selaria o retorno da aliança entre DEM e Arruda, que abandonou o partido após a notícia de que seria expulso, durante o escândalo da Caixa de Pandora, em 2009.

Além disso, o nome do ex-deputado federal e secretário de Transportes do governo Arruda tem muito mais peso do que o de Gim Argello – suplente de Joaquim Roriz (PRTB-DF) no Senado.

Campelo antecipou a aposentadoria ao TCU para aceitar o convite da presidente Dilma Rousseff à vice-presidência de Governo do Banco do Brasil, no lugar de Benito Gama, presidente do PTB.

A pesquisa CNI/Ibope sobre o desempenho e a atuação da presidente Dilma Rousseff mostrou piora da avaliação da atual gestão

bovespaA pesquisa CNI/Ibope sobre o desempenho do governo federal e a atuação da presidente Dilma Rousseff mostrou piora da avaliação da atual gestão e animou o mercado acionário. Os investidores dispararam ordens de compras que impulsionaram principalmente as ações das estatais.

A alta do índice Bovespa em 3,5% foi puxado pelas cotações de empresas estatais como a Petrobras PN (8,12%), Eletrobras PNB (3,52%), BB ON (6,63%).

O resultado da pesquisa, explicaram os profissionais de mesa de renda variável consultados, fez crescer a perspectiva de mudanças na condução da política econômica do governo. A pesquisa apontou a queda da aprovação do governo Dilma de 43% para 36%.

Mário Couto critica explicações de Dilma para apoio à compra de refinaria

Plenário do SenadoO senador Mário Couto (PSDB-PA) voltou a criticar, nesta quarta-feira (26), o apoio dado pela presidente Dilma Rousseff, em 2006, à compra da refinaria de Pasadena pela Petrobras. Ele classificou como cinismo a explicação de Dilma de que não tinha conhecimento de todas as cláusulas da compra.

- Qual é o administrador público que não tem o conhecimento daquilo que se passa dentro de uma empresa do tamanho e da responsabilidade da Petrobrás? – indagou.

O senador afirmou mais uma vez que vai protocolar um pedido de impeachment de Dilma e ressaltou que, se a presidente da Petrobras, Graça Foster, também alega que não tinha conhecimento dos detalhes que envolveram a compra da refinaria, cometeu o mesmo “crime” de Dilma.

Calafrio palaciano ‘Nestor Ceveró’

Nestor CerveróA notícia de que Nestor Cerveró está disposto a abrir o verbo para parlamentares da oposição provocou uma onda de calafrios no Palácio do Planalto.

Os desmandos na Petrobras explodiram em escândalos na mídia e a cúpula do Partido dos Trabalhadores sabe que o ex-presidente Lula pode ser o principal alvo.

A presidente Dilma Rousseff anda muita irritada e o que mais preocupa os articuladores políticos é a permanência do PT em um projeto de 30 anos governando o país. A presidente está sendo informada de que muito, mais muito mais coisa vira à tona com ou sem CPI da Petrobras e que pode ressurgir a qualquer momento outro escândalo na estatal que abalará as estruturas do Partido dos Trabalhadores: as verbas para ONGS dos companheiros que sangrou os cofres da maior empresa brasileira durante muito tempo.